Variáveis psicossociais de cuidadores de crianças com anemia falciforme

Resumo: A anemia falciforme (AF) pode representar uma condição altamente aversiva tanto para a criança que vivencia a doença como para a sua família, devido ao fato desta doença ser um estressor potencial que pode prejudicar sua qualidade de vida. Nesse contexto, é coerente a preocupação com os aspectos psicossociais do diagnóstico e tratamento da doença, abrindo espaço para uma atenção global da criança. Objetiva-se descrever e analisar o perfil psicossocial de cuidadores familiares de crianças atendidos no ambulatório de AF de um hospital da rede pública, situado na Grande Vitória, ES. Participarão da pesquisa 30 responsáveis de crianças com AF em atendimento em um hospital de referência na Grande Vitória/ES. Os participantes serão avaliados quanto ao risco psicossocial (Psychosocial Assessment Tool/PAT), variáveis emocionais (ansiedade, estresse e depressão), Respostas de estresse e enfrentamento relacionados ao diagnóstico da criança/adolescente (Response to Stress Questionaire [RSQ]) e variáveis sociodemográficas e clínicas da criança (Critério de Classificação Econômica do Brasil/CCEB; e Prontuário médico). Os dados serão submetidos à análise descritiva. Espera-se que a compreensão das características emocionais e psicossociais de cuidadores familiares de crianças com anemia falciforme contribua para a proposição de programas de intervenção com foco na família, fortalecendo a principal fonte de suporte da criança.

Data de início: 2017-08-01
Prazo (meses): 12

Participantes:

Papelordem decrescente Nome
Aluno Doutorado Fernanda Rosalem Caprini
Coordenador Alessandra Brunoro Motta Loss
Acesso à informação
Transparência Pública

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Fernando Ferrari, 514 - Goiabeiras, Vitória - ES | CEP 29075-910