FAMILIARES DE DEPENDENTES QUÍMICOS NA REDE DE ATENÇÃO PSICOSSOCIAL: PANORAMA ATUAL E PERFIL DO GRUPO

Resumo: O uso de substâncias psicoativas é um comportamento selecionado no repertório humano que se mantém ao longo da história das sociedades. Os problemas a ele relacionados têm se intensificado na atualidade; entre estes, se destacam os impactos sobre as famílias, cujos membros têm sido chamados à função de apoiadores do tratamento dos usuários nas políticas públicas. Neste contexto, a família tem sofrido abalos de diversas ordens. São suscetíveis a problemas físicos, psicológicos, desequilíbrio nas finanças, piora no relacionamento interpessoal, abuso e violência doméstica. Há uma demanda por assistência que considere o grau de envolvimento e adoecimento de um contingente crescente dos seus familiares. É preciso explorar a temática do atendimento aos familiares de dependentes químicos na Rede de Atenção Psicossocial (RAPS), de modo a responder algumas questões: qual o panorama atual do atendimento a familiares de dependentes químicos na RAPS? De que forma as famílias estão sendo integradas às intervenções propostas? O atendimento aos familiares está considerando seu grau de adoecimento e de envolvimento no problema do usuário? Qual a relação entre sobrecarga e falta de habilidades interpessoais para a colaboração com o tratamento do familiar usuário? A proposta é conhecer as intervenções disponíveis para atendimento de famílias de usuários dependentes químicos na RAPS de território do Espírito Santo, identificando relações entre características das famílias atendidas, sobrecarga do cuidado ao usuário e habilidades sociais de familiares. Este estudo se justifica por sua relevância social, pela extensão do problema do uso arriscado e da dependência química na saúde pública e importância da família para o tratamento da dependência de drogas. Será útil ainda por sua relevância técnico-científica, pela possibilidade de gerar conhecimento sobre as estratégias de intervenções familiares produzidas pelos serviços da RAPS.

Data de início: 2016-04-20
Prazo (meses): 26

Participantes:

Papelordem decrescente Nome
Coordenador Elizeu Batista Borloti
Acesso à informação
Transparência Pública

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Fernando Ferrari, 514 - Goiabeiras, Vitória - ES | CEP 29075-910