Análise de estressores percebidos no trabalho

Resumo: Apesar de pesquisadores fazerem uso de diversos instrumentos para a aferição de indicadores de estresse no contexto escolar no país, instrumentos com foco em estressores desse contexto são escassos, ainda mais se consideradas as especificidades no trabalho em educação inclusiva. Nesse sentido, este estudo tem por objetivo propor um instrumento para a avaliação de estressores específicos desse contexto. Para desenvolvimento da ferramenta avaliativa, será realizado um estudo descritivo e correlacional com 1.000 alunos de cursos de licenciatura que tenham experiência em docência. Os mesmos responderão à versão preliminar do Inventário de Estressores Gerais do Contexto Escolar (IEG-CE). Prevê-se a análise de indicadores de validade empírica do IEG-CE, com ênfase no construto. De modo complementar, serão analisadas relações com outros indicadores de estresse, satisfação frente ao trabalho, autoeficácia percebida no desenvolvimento de atividades com alunos e outras variáveis de caracterização da amostra. Espera-se fornecer novos parâmetros psicométricos para o instrumento IEG-CE e colaborar para o desenvolvimento de propostas que visem ao aumento da qualidade de vida no trabalho docente desde o início da carreira. Apesar de pesquisadores fazerem uso de diversos instrumentos para a aferição de indicadores de estresse no contexto escolar no país, instrumentos com foco em estressores desse contexto são escassos, ainda mais se consideradas as especificidades no trabalho em educação inclusiva. Nesse sentido, o presente estudo tem por objetivo propor um instrumento para a avaliação de estressores específicos desse contexto. Para desenvolvimento da ferramenta avaliativa, será realizado um estudo descritivo e correlacional com 1.000 alunos de cursos de licenciatura que tenham experiência em docência. Os mesmos responderão à versão preliminar do Inventário de Estressores Gerais do Contexto Escolar (IEG-CE). Prevê-se a análise de indicadores de validade empírica do IEG-CE, com ênfase no construto. De modo complementar, serão analisadas relações com outros indicadores de estresse, satisfação frente ao trabalho, autoeficácia percebida no desenvolvimento de atividades com alunos e outras variáveis de caracterização da amostra. Espera-se fornecer novos parâmetros psicométricos para o instrumento IEG-CE e colaborar para o desenvolvimento de propostas que visem ao aumento da qualidade de vida no trabalho docente desde o início da carreira.

Data de início: 2017-08-01
Prazo (meses): 12

Participantes:

Papelordem decrescente Nome
Colaborador Sonia Regina Fiorim Enumo
Colaborador Alexsandro Luiz de Andrade
Coordenador Kely Maria Pereira de Paula
Pesquisador Kelly Ambrósio Silveira
Acesso à informação
Transparência Pública

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Fernando Ferrari, 514 - Goiabeiras, Vitória - ES | CEP 29075-910