Saúde Mental Infanto-Juvenil: Caracterização da clientela e concepções de cuidado

Resumo: A Saúde Mental Infanto Juvenil (SMIJ) é um campo recente no Brasil. O cuidado a essa população possui particularidades e a complexidade de fenômenos envolvendo a criança e adolescente em sofrimento psíquico se configura com um desafio para as políticas públicas de saúde mental e para os pesquisadores que assumem a função de construir conhecimentos sobre as práticas de atendimento direcionadas a criança e ao adolescente. Tal desafio implica, portanto, em realizar pesquisa sobre algo em movimento. Temos como objetivo geral: implementar pesquisa no âmbito da SMIJ. Como objetivos específicos: 1. Caracterizar a criança e adolescentes atendidos em um CAPSi que opera seu décimo ano de funcionamento e realizar um estudo comparativo com a caracterização dessa clientela assistida no primeiro ano de funcionamento 2. Caracterizar as crianças e adolescentes que fazem uso de substância psicoativa atendidas no CAPSi, descrita por seus familiares, e verificar a concepção de cuidado entendida por eles. Como metodologia pretende-se utilizar estratégias quantitativas e qualitativas. Espera-se com os resultados produzir conhecimentos relevantes para a implementação de políticas públicas no âmbito da saúde mental.

Data de início: 2016-08-01
Prazo (meses): 12

Participantes:

Papelordem decrescente Nome
Aluno Doutorado Juliana Peterle Ronchi
Aluno Doutorado Kelly Guimarães Tristão
Coordenador Luziane Zacché Avellar
Acesso à informação
Transparência Pública

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Fernando Ferrari, 514 - Goiabeiras, Vitória - ES | CEP 29075-910