Aceitação dos mitos do estupro por profissionais da área jurídica no município de Vitória

Resumo: A aceitação de crenças e mitos acerca do estupro pode levar à culpabilização das vítimas pela violência sofrida, passando-as para a posição de culpadas e privando-lhes de um acolhimento adequado. Para investigar este tema,uma metodologia mista (qualitativa e quantitativa) será utilizada ao longo de dois estudos. No Estudo 1, os participantes serão juízes e promotores, que serão convidados a responder uma entrevista semi-estruturada acerca de suas crenças e decisões no que diz respeito ao julgamento de casos de violência sexual. Os dados coletados serão transcritos e um corpus será construído para análise de conteúdo. Os conteúdos identificados no Estudo 1 serão utilizados para a adaptação da Escala de Aceitação dos Mitos do Estupro para o contexto capixaba. Mediante a validação desta escala, será possível avaliar a associação entre tais mitos e os valores humanos em estudantes de Direito. Espera-se que tais estudos possam informar a influência que os valores e as crenças exercem sobre as decisões tomadas por profissionais da área jurídica nos diversos casos de violência sexual que ocorrem na Grande Vitória.

Data de início: 2011-03-14
Prazo (meses): 24

Participantes:

Papelordem decrescente Nome
Aluno Mestrado Arielle Sagrillo Scarpati
Coordenador Valeschka Martins Guerra
Acesso à informação
Transparência Pública

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Fernando Ferrari, 514 - Goiabeiras, Vitória - ES | CEP 29075-910